Mundo

Hospitais vão reforçar segurança depois de ataque terrorista em Liverpool 

Correspondente SIC

Táxi explodiu à porta de um hospital. Passageiro é a única vítima mortal. 

O Reino Unido aumentou esta segunda-feira o nível de alerta terrorista para o segundo mais elevado. A decisão foi tomada depois de ontem um táxi ter explodido junto a um hospital em Liverpool.

O táxi explodiu quase à porta do hospital, um momento captado pelas câmaras de vigilância.

Os motivos ainda estão por explicar, mas a polícia não tem dúvidas de que foi um ataque terrorista.

O passageiro e principal suspeito da autoria do ataque foi a única vítima mortal. Trata-se de um homem de 32 anos chamado Emad Al Swealmeen. Um taxista ficou ferido, mas já teve alta.

Quatro homens entre os 20 e os 30 anos foram detidos e interrogados pela unidade contraterrorismo da polícia do noroeste de Inglaterra.

Nível de alerta de substancial a severo

Depois da morte por esfaqueamento de um deputado em outubro, este é o segundo incidente terrorista no espaço de um mês. O nível de alerta terrorista passou, por isso, de substancial a severo. É o segundo mais elevado e significa que um ataque é altamente provável.

No terreno, continuam as buscas domiciliárias em duas moradas de Liverpool.

Já esta segunda-feira, as autoridades levaram a cabo uma explosão controlada e apreenderam objetos classificados como relevantes para a investigação.

O SNS de Inglaterra já deu instruções para que todos os hospitais revejam as medidas de segurança.

► SAIBA MAIS