Mundo

Morreu o compositor Lamont Dozier, autor de êxitos como "Baby Love"

Morreu o compositor Lamont Dozier, autor de êxitos como "Baby Love"
Michael Kovac / Getty Images
Lenda da Motown Records tinha 81 anos.

Lamont Dozier, compositor e lenda da Motown Records, morreu aos 81 anos.

Compositor de êxitos icónicos como "Baby Love" e "Two Hearts", Lamont Dozier esteve por trás de canções de bandas como The Supremes, The Four Tops e Isley Brothers.

A morte da lenda da música foi confirmada esta terça-feira pelo seu filho, Lamont Dozier Jr., numa publicação do Instagram. Até ao momento, não se sabe a causa.

Nascido em 1941 em Detroit, no Michigan, o compositor norte-americano ganhou projeção no mundo da música depois de se juntar à Motown Records em 1962, juntamente com os irmãos Brian e Eddie Holland.

Os maiores sucessos de Holland-Dozier-Holland incluíram "Where Did Our Love Go", "Baby Love", "You Can't Hurry Love" e "Reach Out I'll Be There", que conquistaram as tabelas de preferências, renovaram a 'soul', revelaram gerações de músicos e estabeleceram o que passou a ser conhecido por "Som Motown", da discográfica de Detroit.

Com o objetivo de criar músicas positivas para contrastar com os tempos sombrios, o grupo ficou conhecido por combinar letras pesadas com um ritmo otimista, escreve o New York Post.

Em 1990, os três passaram a fazer parte do famoso Rock & Roll Hall of Fame.

Em 1973, Dozier separou-se dos irmãos Holland para embarcar numa carreira de sucesso a solo, colaborando com Phil Collins na canção "Two Hearts".

"Dozier centrava-se na melodia e nos arranjos", sendo da sua responsabilidade "os ecos assombrosos dos 'backing vocals' das Vandellas, em 'Nowhere To Run', os sons da guitarra em 'You Keep Me Hanging On', das Supremes, ou o hipnótico gospel de Gaye em 'Can I Get a Witness'", recorda a Associated Press.

Últimas Notícias
Mais Vistos