Mundo

EUA voltam a garantir que visita de Pelosi a Taiwan não foi uma opção política

EUA voltam a garantir que visita de Pelosi a Taiwan não foi uma opção política
Pool
A visita da Presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos a Taiwan foi vista como provocatória pelo Governo Chinês.

Os Estados Unidos da América reforçaram a ideia de que a visita de Nancy Pelosi a Taiwan não foi uma opção política, mas sim uma decisão da própria.

A visita da Presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos a Taiwan foi vista como provocatória pelo Governo Chinês, que reagiu prontamente iniciando testes militares ao redor da ilha do Pacífico. Exercícios esses que têm vindo a ser prolongados diariamente e já duram há quase uma semana.

Esta decisão foi bastante contestada por Taiwan e pelos EUA que acusam a China de estar a fabricar uma crise que pode trazer consequências graves.

Segundo o Governo norte-americano, a visita de Nancy Pelosi a Taiwan não foi ação estratégica ou política, mas sim uma decisão da própria diplomata.

O Presidente Joe Biden já reagiu publicamente à escalada das movimentações militares que se têm assistido e garantiu que não está alarmado, mas sim preocupado com tanta atividade.

Taipé teme que Pequim queira dominar a região, e também já iniciou testes militares a simular um eventual confronto com o Governo Chinês.

Neste momento e com a escalada de tensão, a comunidade internacional teme que sejam usadas armas nucleares em caso de confronto entre os dois territórios. O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse mesmo que caso isso aconteça será uma catástrofe.

Últimas Notícias
Mais Vistos