Mundo

Mulher ganha 1 milhão de libras duas semanas antes de superar um cancro

Mulher ganha 1 milhão de libras duas semanas antes de superar um cancro
Jacob King - PA Images
Maxine Lloyd tinha terminado a quimioterapia e estava nas duas semanas finais da radioterapia quando teve duas surpresas.

Uma profissional de saúde de 50 anos ganhou 1 milhão de libras (cerca de 1,2 milhões de euros) na lotaria, enquanto combatia um cancro da mama. Maxine Lloyd tinha terminado a quimioterapia e estava nas duas semanas finais de radioterapia quando recebeu duas surpresas.

No programa "Good Morning Britain", a vencedora conta que estava a tomar conta do noivo, Wayne Tillbury, a quem tinha sido diagnosticada uma infeção no peito, quando decidiu jogar online no Mega Cash Showdown, da Lotaria Nacional Inglesa.

"Coloquei 20 libras (cerca de 24 euros) na minha conta e joguei", conta Maxine Lloyd. Pouco depois, recebeu a mensagem de que tinha ganho um milhão de libras.

"Fui acordar o Wayne e disse-lhe 'Wayne, ganhámos 1 milhão de libras!'. Ele mexeu-se e disse-me: 'Bem, não podes fazer nada agora, por isso volta a dormir'. Tive de esperar a noite toda até que ele acordasse", recordou.

Pouco tempo depois, ficou novamente incrédula quando recebeu uma notificação do banco sobre a transferência do valor do prémio.

Maxine não pretende abandonar o trabalho, apesar de ter ganho um valor tão avultado, e reforça que irá continuar a trabalhar como terapeuta ocupacional do NHS (o SNS britânico), em Northamptonshire, porque "adora" o que faz.

A primeira compra do casal foi um iWatch, mas a sorte não ficou por aqui. A casa que tanto queriam comprar entrou no mercado no mesmo dia em que ganhou a lotaria e acabaram por avançar para a compra.

Estou aqui, estou viva, e tivemos uma cereja no topo do bolo.

A vencedora decidiu vir a público contar a sua história e alertar as pessoas para a importância do diagnóstico precoce do cancro da mama.

Maxine conta que o cancro não apareceu como um nódulo típico e quis informar os telespectadores que qualquer alteração na pele ou no peito deve ser reportada ao médico.

Maxine Lloyd exorta ainda as pessoas a fazerem exames - mulheres e homens - porque os homens também podem desenvolver cancro da mama, visto que têm tecido mamário, embora seja raro.

Últimas Notícias
Mais Vistos