Mundo

Atentado nos Jogos Olímpicos de Munique: 50 anos depois, SIC falou com sobrevivente e uma viúva

Correspondente SIC

Loading...
Em 1972, foram assassinados 11 atletas israelitas. 

Cinquenta anos depois do massacre nos Jogos Olímpicos de Munique, o Governo alemão vai aceitar pela primeira vez a sua responsabilidade.

No dia 5 de setembro de 1972, onze desportistas e treinadores israelitas foram assassinados por um comando palestiniano. Foi a maior tragédia dos Jogos Olímpicos.

As famílias acusam o Governo alemão de os insultar com uma indemnização insuficiente e sem revelar os detalhes sobre os assassinos.

Até hoje, não está claro se as vítimas foram mortas pelos terroristas ou pela polícia. Os arquivos desapareceram e os pedidos de indemnização das 11 famílias e 23 órfãos israelitas não chegaram a ser completamente atendidos.

O Henrique Cymerman conversou com um sobrevivente e também com a viúva de um treinador.

Últimas Notícias
Mais Vistos