Mundo

Civil palestiniano morto pelas forças israelitas na Cisjordânia

Civil palestiniano morto pelas forças israelitas na Cisjordânia
ALAA BADARNEH
Salah Sawafta estava a sair de uma mesquita após as orações matinais quando foi alvejado por um soldado israelita.

Um civil palestiniano morrreu esta sexta-feira, no norte da Cisjordânia ocupada, depois de ter sido atingido por disparos das forças israelitas, anunciou o Ministério de Saúde palestiniano.

Salah Sawafta, de 58 anos, foi "gravemente ferido na cabeça for balas" disparadas pelas forças israelitas e morreu na localidade de Tubas, afirmou o Ministério num comunicado.

Segundo o presidente da Câmara de Tubas, Hossam Daraghmeh, Salah Sawafta estava a sair de uma mesquita após as orações matinais quando foi alvejado por um soldado israelita.

Salah Sawafta "não tinha uma pedra ou o que quer que fosse nas suas mãos e não sabia que o exército estava posicionado" nas proximidades, explicou Daraghmeh à agência noticiosa francesa AFP.

O exército israelita confirmou que conduziu uma operação e que abriu fogo na cidade ocupada da Cisjordânia, depois de ter sido alvo de ataques.

"Durante a operação em Tubas, vários suspeitos atiraram 'cocktails molotov' e abriram fogo na direção de soldados, que ripostaram", defendeu o exército.

Em Tubas e na cidade vizinha de Tamun, cinco pessoas foram detidas por "suspeitas de envolvimento e planeamento de ataques terroristas contra civis inocentes", avançaram as tropas de Israel.

Na quinta-feira em Nablus, um outro civil palestiniano, de 20 anos de idade, foi também baleado em confrontos com as forças israelitas, acabando por morrer.

A Cisjordânia é um território palestiniano ocupado desde 1967 pelo exército israelita.

Últimas Notícias
Mais Vistos