Mundo

Jornalista julgado em tribunal por criticar Rei da Jordânia nas redes sociais

Jornalista julgado em tribunal por criticar Rei da Jordânia nas redes sociais
LUKAS COCH / EPA
Em causa estão comentários publicados no Facebook onde Adnane al-Roussane terá criticado "as intermináveis viagens do Rei ao estrangeiro".

O jornalista jordano Adnane al-Roussane, detido há uma semana, está a ser julgado na capital da Jordânia, Amã, por ter criticado o Rei Abdullah II nas redes sociais, informou esta segunda-feira o seu advogado.

"Adnane al-Roussane [Notes:de 71 anos] apareceu [no domingo] no tribunal e negou as acusações contra si", disse à agência de notícias AFP Assem al-Omari, acrescentando que o repórter vai permanecer preso até à próxima audiência no domingo.

Adnane al-Roussane é acusado de "incitar conflitos, semear discórdia (...), disseminar notícias falsas que prejudicam o prestígio do Estado, caluniar um órgão oficial e humilhar um funcionário público".

De acordo com Assem al-Omari, o jornalista está a ser processado por comentários publicados no Facebook, em 23 julho, onde criticou "as intermináveis viagens do Rei ao estrangeiro (...) que chegam a ser ridículas".

Nos comentários, Adnane al-Roussane pedia ao rei para "ficar no país durante ano, sem viajar (...) para tratar dos problemas da nação e das tribos beduínas".

O profissional de comunicação também está a ser processado por um artigo publicado em 30 de julho no qual acusa o Rei de empregar os "seus filhos e netos, dando-lhes bónus e dinheiro do (...) bolso" dos jordanos, enquanto os jovens "não conseguem encontrar trabalho".

Últimas Notícias
Mais Vistos