Mundo

Quatro mortos e 16 feridos em acidente de autocarro após visita a Machu Picchu

Quatro mortos e 16 feridos em acidente de autocarro após visita a Machu Picchu
Acidentes rodoviários são frequentes no Peru, principalmente devido ao estado da rede rodoviária, excesso de velocidade ou falta de sinalização.

Quatro turistas morreram e 16 ficaram feridos, na sequência de um acidente de autocarro no Peru, que regressava de uma visita à cidadela inca de Machu Picchu, revelaram as autoridades peruanas.

Dois dos turistas mortos são de nacionalidade colombiana, enquanto os outros dois ainda não foram formalmente identificados, referiu o governo regional de Cusco (sul).

Entre os feridos estão quatro franceses, dois gregos, dois canadianos, dois israelitas, dois argentinos, dois peruanos, um neerlandês e uma pessoas cuja nacionalidade ainda não tinha sido identificada.

O acidente ocorreu na madrugada de segunda-feira, a cerca de 100 quilómetros da cidade de Cusco, a antiga capital inca, principal ponto de partida para operadores turísticos que organizam visitas a Machu Picchu.

O autocarro turístico caiu "numa ravina com mais de 100 metros" numa altura em que se registava nevoeiro na zona, referiu o ministro do Trabalho e do Turismo do Peru, Roberto Sanchez.

Alguns dos feridos vão ser transferidos para Lima, num avião fretado pela Força Aérea, acrescentou.

Acidentes rodoviários no Peru

Os acidentes rodoviários são frequentes no Peru, principalmente devido ao estado da rede rodoviária, excesso de velocidade ou falta de sinalização.

No início de agosto, 16 pessoas morreram quando um autocarro caiu numa ravina na província central de Junin.

Cerca de 5.000 turistas visitam em média todos os dias Machu Picchu, construído no século XV pelo imperador inca Pachacutec, classificado como Património Mundial da UNESCO e listado como uma das maravilhas do mundo.

Últimas Notícias
Mais Vistos