Mundo

Eleições em Angola: "O Presidente João Lourenço precisa de ganhar sem haver sombra de fraude"

Loading...
A análise do escritor angolano José Eduardo Agualusa perante os resultados divulgados.

O escritor angolano José Eduardo Agualusa disse que a UNITA tem o direito e o dever de querer ver corrigidos quaisquer erros que tenham acontecido durante as eleições em Angola. Considera também que é do interesse do Presidente João Lourenço que se apure os resultados.

"Estamos a querer construir uma democracia em Angola: se a UNITA tem provas ou suspeitas fundadas de que houve aqui um erro - porque não se trata necessariamente de uma fraude, pode ser um erro - é claro que a UNITA não só tem o direito como tem a obrigação de denunciar esses erros e de os querer ver corrigidos", afirma em declarações à SIC Notícias.

José Eduardo Agualusa sublinha também que, a confirmarem-se os dados divulgados, a vitória da UNITA em Luanda é bastante simbólica. O escritor lembra ainda que João Lourenço "precisa de ganhar sem haver sombra de fraude".

"A própria Comissão Nacional de Eleições [de Angola] não fechou ainda [os resultados] - e é um pouco estranho que esteja há mais de um dia para apurar 3% dos resultados", lembra o escritor, acrescentando que se está "perfeitamente a tempo" e que "é do interesse de todas as partes, em particular do Presidente João Lourenço" verificar os resultados das eleições.

E acrescenta: "O Presidente João Lourenço precisa de ganhar sem haver sombra de fraude porque vai precisar, neste segundo mandato, se o MPLA efetivamente ganhar, do apoio popular, em particular da população e juventude de Luanda que deu a vitória à UNITA", acrescenta

Últimas Notícias
Mais Vistos