Mundo

Mulher condenada a prisão perpétua nos EUA após filho morrer de desnutrição

Os pais da criança alimentavam os filhos apenas com fruta e vegetais crus.

Uma norte-americana foi esta segunda-feira condenada a prisão perpétua pelo homicídio do filho de 18 meses, que morreu por desnutrição. Os pais da criança alimentavam os filhos apenas com fruta e vegetais crus.

Sheila O'Leary, de 38 anos, era acusada de seis crimes, entre os quais homicídio em primeiro grau, homicídio involuntários agravado, abuso infantil agravado, abuso infantil e duas acusações de negligência infantil.

A mulher, que foi a julgamento na Flórida, já tinha visto a sentença adiada por quatro vezes, mas esta segunda-feira a condenação foi tornada oficial, e a mãe da criança falecida terá de passar a vida na cadeia.

O marido, Ryan Patrick O'Leary, também será julgado pelos mesmos crimes, mas, por enquanto, aguarda detido pelo julgamento.

O casal tem outros dois filhos, de três e cinco anos, que também se encontravam desnutridos, segundo informações reveladas pelos investigadores a cargo do caso citados pela NBC News.

A família levava um estilo de vida extremo. Segundo a polícia local, alimentava-se apenas com frutas e vegetais crus. Os filhos consumiam também leite materno.

Estes comportamentos alimentares a que sujeitavam os filhos levaram a que o mais novo, de 18 meses, pesasse apenas oito quilos e fosse do tamanho de um bebé de sete meses, quando faleceu em setembro de 2019, segundo relata a NBC News.

Últimas Notícias
Mais Vistos