Mundo

Um reembolso de 100 dólares tornou-se numa transferência de 10,5 milhões

Um reembolso de 100 dólares tornou-se numa transferência de 10,5 milhões
dem10
A empresa só se apercebeu do erro sete meses depois da transferência.

Uma mulher australiana recebeu, por engano, uma transferência de 10,5 milhões de dólares (aproximadamente o mesmo valor em euros). A empresa Crypto.com, especializada em transações de criptomoedas, enganou-se a processar um reembolso de 100 dólares e só se apercebeu do erro sete meses depois.

O que era suposto ser um reembolso tornou-se uma transferência milionária: no momento da transação, a empresa colocou erradamente o número da conta de Thevamanogari Manivel no local onde deveria estar o valor a enviar. Só em dezembro de 2021, sete meses depois de processada a transferência, é que o erro foi detetado.

A empresa avançou com um processo judicial no Supremo Tribunal de Victoria, em Melbourne, que determinou, em fevereiro deste ano, o congelamento da conta bancária de Manivel no Banco da Commonwealth. No entanto, nessa altura o dinheiro já tinha sido transferido para outra conta - que foi congelada mais tarde.

Do total do valor transferido, cerca de 1,35 milhões de dólares foram usados para comprar uma casa de luxo em Craigieburn, na região norte de Melbourne. A propriedade do imóvel foi entretanto transferida para Thilagavathy Gangadory, irmã de Manivel que vive na Malásia.

A Crypto.com tentou avançar com o congelamento das contas de Gangadory, mas sem sucesso, uma vez que a irmã de Manivel nunca respondeu aos e-mails enviados pelos advogados da empresa.

Segundo a defesa de Manivel, a mulher está também a “procurar aconselhamento jurídico”, revela o The Guardian.

Em tribunal, a empresa quer que Gangadory venda a propriedade o mais depressa possível, sendo o valor da venda e os juros (cerca de 27.300 dólares) entregues à Crypto.com.

A empresa de cripotomoedas não quis comentar o caso enquanto o julgamento está a decorrer.

Últimas Notícias
Mais Vistos