Mundo

Assaltante rouba carro mas devolve-o dias depois com pedido de desculpas

Assaltante rouba carro mas devolve-o dias depois com pedido de desculpas
Arquivo pessoal Rosyneide Almeida/ Folha de S.Paulo
Caso aconteceu no Brasil

Um assaltante roubou um carro onde seguia uma mãe com os três filhos, mas ao reparar que no interior do veículo estava uma cadeira de rodas decidiu devolvê-lo à família, juntamente com um pedido de desculpas por escrito.

O caso aconteceu na cidade de Cariacica, no Estado brasileiro do Espírito Santo, no passado domingo.

Rosyneide Almeida estava a regressar a casa com os três filhos quando foi abordada por um homem que a obrigou a sair do veículo. A mulher, que seguia ao volante, conseguiu apenas retirar os filhos do interior da viatura.

Com a pressa da fuga, não foi possível tirar a cadeira de rodas de um dos filhos de Rosneyde, que sofre de deficiência motora. Cadeira essa que custou cerca de três mil euros e foi adquirida graças a vários donativos de terceiros. Uma parte do valor total ainda está a ser pago pela progenitora, segunda informa o jornal brasileiro Folha de S. Paulo.

Carro reaparece com pedido de desculpas

Dois dias depois, a mãe de Kauã, a criança portadora de deficiência, foi informada por uma amiga que o veículo roubado tinha sido visto num bairro perto da casa da família.

Rosyneide deslocou-se até ao local na presença da polícia e constatou que o carro tinha sido deixado tal como estava, embora alguns dos bens tivessem desaparecido. A cadeira de rodas também se encontrava no interior, completamente intacta.

Tal não foi o espanto das autoridades e da mulher quando repararam que o assaltante tinha deixado um bilhete escrito, pedindo desculpa pelo ocorrido, uma vez que não tinha reparado na cadeira de rodas, motivo que o fez devolver o carro.

“O crime pede perdão, na hora da tensão não deu para ver o problema da criança, e o carro está sendo devolvido. Tanque cheio!!!”, pode ler-se na nota deixada pelo ladrão.

Autor do crime ainda não foi identificado

Segundo informaram as autoridades brasileiras, citadas pela Folha de S. Paulo, o carro seguiu para uma esquadra policial e, mais tarde, foi devolvido à família.

Até ao momento, o autor do crime não foi identificado.

O caso tornou-se nas redes sociais, o que levou muitas pessoas a mostrarem-se disponíveis para ajudar a criança através da página de Instagram criada pela mãe de Kauã, especialmente para o filho.

Últimas Notícias
Mais Vistos