Mundo

Sismo no Afeganistão provoca pelo menos oito mortos

(Arquivo)
(Arquivo)
Autoridades estão a "recolher informações de outras áreas para descobrir se há mais vítimas e para avaliar os danos".

Pelo menos oito pessoas morreram e nove ficaram feridas num sismo no leste do Afeganistão, perto da fronteira paquistanesa, na madrugada desta segunda-feira, anunciou o Governo afegão.

"Um terramoto ocorreu às 02:30 locais nas províncias de Cabul, Laghman, Kunar e Nangarhar", disse o vice-ministro para as Catástrofes Naturais afegão, Sharafuddin Muslim.

Segundo a Reuters, oito pessoas morreram e há a informação de pelo menos nove feridas na província de Kunar, no nordeste do Afeganistão.

O responsável acrescentou que as autoridades estão a "recolher informações de outras áreas para descobrir se há mais vítimas e para avaliar os danos".

O tremor de terra foi de magnitude 5,3, de acordo com o Instituto Sismológico dos Estados Unidos da América (USGS).

Este abalo acontece três meses após o pior terramoto do Afeganistão em mais de duas décadas, de 5,9 de magnitude no sudeste, em 22 de junho, que matou mais de 1.000 pessoas e deixou milhares de desalojados.

O Afeganistão é frequentemente atingido por terramotos, particularmente na cordilheira Hindu Kush, que se situa na junção das placas tectónicas eurasiática e indiana.

Os abalos frequentemente têm consequências desastrosas, devido à fraca resistência das casas afegãs nas zonas rurais.

Em outubro de 2015, um forte sismo de magnitude 7,5 atingiu a cordilheira do Hindu Kush, passando pelo Afeganistão e Paquistão, matando mais de 380 pessoas em ambos os países.

Nos últimos meses, o Afeganistão também foi atingido por inundações repentinas que mataram cerca de 200 pessoas e destruíram milhares de casas em várias províncias. Estas catástrofes representam um enorme desafio logístico para o Governo talibã, que se isolou de grande parte do mundo ao estabelecer um regime fundamentalista islâmico.

Últimas Notícias
Mais Vistos