Mundo

Marcelo vai estar presente na tomada de posse de João Lourenço

Marcelo vai estar presente na tomada de posse de João Lourenço
Horacio Villalobos
Cerimónia está marcada para quinta-feira, em Luanda.

O chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, vai deslocar-se a Luanda para a cerimónia em que João Lourenço tomará posse para um segundo mandato como Presidente de Angola, marcada para quinta-feira.

"A convite das autoridades angolanas, o Presidente da República desloca-se esta semana a Luanda, para assistir, no dia 15 de setembro, à cerimónia de tomada de posse do Presidente reeleito da República de Angola, João Lourenço", lê-se numa nota publicada no site oficial da Presidência da República Portuguesa.

A data da posse foi anunciada na quinta-feira, após o Tribunal Constitucional de Angola ter validado os resultados eleitorais que dão a vitória ao MPLA, negando dois recursos, da UNITA e da CASA-CE.

Na sexta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa felicitou João Lourenço pela reeleição como Presidente de Angola, numa mensagem em que referiu estar "terminado o processo eleitoral" e em que também saudou Adalberto da Costa Júnior, líder da UNITA, maior partido da oposição, "pelos resultados obtidos". Nessa mensagem, o chefe de Estado português formulou "um voto de que a vida política angolana se continue a desenvolver em clima de liberdade, de pluralismo e de tolerância".

Segundo a ata de apuramento final das eleições gerais de 24 de agosto em Angola, divulgada pela Comissão Nacional Eleitoral, o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) e o seu candidato, o Presidente cessante, João Lourenço, obtiveram 51,17% dos votos, seguindo-se a UNITA, com 43,95%.

Com estes resultados, o MPLA conseguiu 124 dos 220 deputados da Assembleia Nacional, enquanto a UNITA elegeu 90 deputados, quase o dobro do que tinha obtido nas eleições de 2017. O PRS conquistou dois assentos no Parlamento ao somar 1,14% de votos dos eleitores, o mesmo número de deputados que conquistaram a FNLA e o Partido Humanista de Angola (PHA), com 1,06% e 1,02% de votos respetivamente. A coligação CASA-CE, a APN e o P-Njango não conseguiram assentos na Assembleia Nacional.

A cerimónia de investidura do Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, e da vice-presidente da República, Esperança Maria Eduardo Francisco da Costa, vai ter lugar em Luanda, na Praça da República. Quando João Lourenço tomou posse pela primeira vez como Presidente de Angola, a 26 de setembro de 2017, após 38 anos com José Eduardo dos Santos no poder, Marcelo Rebelo de Sousa também esteve em Luanda, a representar o Estado português na cerimónia.

O Presidente português realizou uma visita de Estado a Angola em março de 2019, dividida entre a capital angolana e as províncias de Benguela e Huíla, depois de ter recebido João Lourenço em Portugal em novembro de 2018.

Últimas Notícias
Mais Vistos