Mundo

União Europeia regista pico de 15,8% de excesso de mortalidade em julho

Cemitério
Cemitério
Daniel Aguilar
De acordo com o Eurostat, é o valor mais alto do ano, mais do dobro do registado em maio e junho.

O excesso de mortalidade na União Europeia (UE) avançou, em julho, para os 15,8%, o valor mais alto do ano, mais do dobro do registada em maio e junho (7%), segundo o Eurostat.

O serviço estatístico da UE avança ainda que o excesso de mortalidade em julho - comparado com as médias mensais entre 2016 e 2019 - representa cerca de 53 mil mortes.

Em julho de 2020, a taxa de excesso de mortalidade na UE era de 2,8% (dez mil mortes em excesso) e de 5,6% em julho de 2021 (21 mil mortes em excesso), atribuindo o Eurostat o pico de julho à vaga de calor que atingiu a Europa.

A mais alta taxa de excesso de mortalidade foi registada, em julho, em Espanha (36,9%), Chipre (32,9%) e Grécia (31,2%).

Em Portugal, fixou-se nos 28,8%, acima dos 6% de julho de 2021 e dos 26% do mesmo mês de 2020.

Últimas Notícias
Mais Vistos