Mundo

Três sismos na mesma data separados por 37 anos: especialistas falam em trágica coincidência

Loading...
Durante a última segunda-feira, um intenso sismo de magnitude 7.6 na escala de Richter causou pelo menos dois mortos no México.

Continuam as réplicas no oeste do México, depois do sismo desta segunda-feira que abalou o país, matou duas pessoas e destruiu dezenas de edifícios. Uma das réplicas, registada esta manhã, foi de magnitude 5.8, um sismo bastante forte e que voltou a lançar o pânico entre a população.

Este foi o terceiro grande sismo sentido no país exatamente na mesma data, nos últimos 40 anos. Contudo, o Governo já garantiu que não há qualquer fundamento científico, que suporte as teorias surgidas nas últimas horas.

Primeiro grande sismo ocorrido na mesma data foi em 1985

Os especialistas afirmam que tudo não passa de uma trágica coincidência. O primeiro destes três grandes sismos foi sentido a 19 de setembro de 1985 e causou milhares de mortos. O segundo registou-se no mesmo dia, em 2017, e vitimou 350 pessoas.

Na segunda-feira, os alarmes fizeram-se soar dois minutos antes da ocorrência, o que tornou possível a fuga de muitas pessoas do interior dos edifícios onde se encontravam. Outros tantos não fugiram por acharem que tais alarmes apenas estavam a soar como forma de homenagem para com as vítimas dos outros sismos ocorridos no mesmo dia, tal como já tinha acontecido momentos antes.

Foi acionado o alerta de tsunami no Pacífico e as autoridades da Nova Caledónia, localizada a mais de 11 mil quilómetros do México, advertiram as populações costeiras do país para a possibilidade de surgirem ondas maiores do que o expectável, durante esta terça-feira.

Últimas Notícias
Mais Vistos