Mundo

Mulheres queimam véus islâmicos na rua em protesto por Masha Amini

Loading...
A jovem morreu depois de ter sido detida pela polícia. Este é o sexto dia de protestos, estendidos a quinze cidades do Irão.

Pelo menos 31 pessoas morreram durante as manifestações que duram há seis dias no Irão. Em causa está a morte de uma jovem de 22 anos detida pela polícia por se vestir de forma inadequada.

Masha Amini não teria o cabelo completamente coberto por um lenço. Alguns ativistas dizem que a jovem iraniana foi morta com tiros na cabeça, mas as autoridades negam esta versão e alegam que sofreu um ataque cardíaco.

Os protestos têm crescido desde que as autoridades anunciaram na sexta-feira a morte de Mahsa Amini, de 22 anos, depois de ter sido detida pela polícia da moral encarregada de impor um rígido código de vestuário para as mulheres no Irão.

A Amnistia Internacional acusa o Irão de reprimir os protestos, alegando repressão brutal e uso ilegal de tiros com esferas de aço, gás lacrimogéneo, canhões de água e bastões para dispersar os manifestantes.

Desde o início dos protestos, as ligações à Internet foram restringidas e as autoridades bloquearam o acesso às redes sociais.

Últimas Notícias