Mundo

Reino Unido: medidas para estimular a economia fazem cair a libra para valor histórico

Loading...

Foi a maior redução de impostos dos últimos 50 anos.

No Reino Unido, agrava-se a situação económica. Na sexta-feira, o Governo apresentou um mini-orçamento para estimular a economia, mas os efeitos do anúncio estão longe do esperado. A libra esterlina atingiu o valor mais baixo de sempre face ao dólar, apesar de já ter recuperado ligeiramente. Os juros da dívida pública não param de aumentar.

Foi a maior redução de impostos dos últimos 50 anos: do IRS, ao IRC, passando pelo imposto de selo para quem compra casa. Tudo com o objetivo de estimular a economia.

A intenção podia ser boa, mas a resposta dos mercados fez soar os alarmes: a libra caiu a pique. Depois recuperou, mas o mal estava feito.

Os juros da dívida pública também não param de aumentar. Em Janeiro não passavam de 1%, agora já estão acima dos 4% – um valor preocupante, sobretudo tendo em conta que o plano do Governo prevê que a descida dos impostos seja compensada com o recurso ao crédito, o que aumenta o défice público.

Esta segunda-feira, o ministro das Finanças optou por ignorar as perguntas. No domingo tinha dito que os mercados não são a prioridade.

Em plena crise, o Governo britânico e o Banco de Inglaterra puxam em direções opostas: enquanto um convida a gastar, o outro torna mais caro o recurso ao crédito para travar a inflação que já ronda os 10% – um valor inaceitável para o banco central.

Num aviso à navegação, a instituição disse, esta segunda-feira, que não hesitará em aumentar os juros para fazer a inflação regressar aos 2%.

Últimas Notícias
Mais Vistos