Mundo

Marrocos desmantela rede de falsificação de documentos para imigração ilegal

Marrocos desmantela rede de falsificação de documentos para imigração ilegal
FADEL SENNA

Direção-Geral de Segurança Nacional de Marrocos diz ter detido 20 pessoas em várias cidades marroquinas.

As autoridades marroquinas anunciaram este sábado o desmantelamento de uma rede de falsificação de documentos oficiais para obter vistos da zona Schengen, para facilitar a imigração ilegal para países da União Europeia.

Em comunicado, a Direção-Geral de Segurança Nacional de Marrocos disse ter detido 20 pessoas, na sexta-feira, em várias cidades marroquinas, incluindo Nador (norte), Oujda (leste), Jerada (nordeste) e na capital Rabat.

"De acordo com os primeiros elementos da investigação, o 'modus operandi' criminoso adotado por esta rede consiste em recolher quantias em dinheiro de cada candidato à imigração, como contrapartida de uma reunião para (obter um) visto e uma pasta com documentos falsificados", explicaram as autoridades marroquinas.

A rede é acusada de falsificar "documentos oficiais e bancários necessários para a constituição dos processos de pedido de visto Schengen", segundo a Direção Geral de Segurança Nacional.

As buscas realizadas revelaram "material para fins criminosos", incluindo "selos falsos de departamentos públicos e de bancos, pedidos de visto falsificados", bem como "uma botija de gás lacrimogéneo, grandes somas de dinheiro e drogas".

No final de agosto, uma outra rede de falsificação de documentos oficiais tinha sido desmantelada pela polícia marroquina na cidade de Oujda.

Últimas Notícias
Mais Vistos