Mundo

Embaixada de Portugal aconselha "postura prudente" face a possíveis ataques terroristas em Joanesburgo

Embaixada de Portugal aconselha "postura prudente" face a possíveis ataques terroristas em Joanesburgo
Canva

A embaixada dos EUA na África do Sul alertou para possíveis ataques terroristas num dos subúrbios mais ricos da cidade.

A embaixada de Portugal em Pretória, na África do Sul, alertou a comunidade portuguesa para o “aviso de segurança relativo a um possível ataque terrorista em Joanesburgo a 29 de outubro", que poderá ocorrer na região de Sandton. Este aviso foi emitido pela embaixada dos EUA. As autoridades diplomáticas aconselham os portugueses a que “mantenham uma postura prudente em função das circunstâncias”.

“Declarações das autoridades sul-africanas indicam que tal eventualidade está a ser considerada com atenção. Não havendo por agora mais dados, a embaixada de Portugal partilha por esta via esta informação e apela a todos os portugueses na África do Sul que estejam atentos às informações que sejam circuladas de fontes credíveis e que mantenham uma postura prudente em função das circunstâncias, nomeadamente evitando ajuntamentos durante o fim de semana de 29-30 outubro na zona de Sandton e vizinhança”, pode ler-se numa publicação partilhada no Facebook.

EUA alertam para possíveis ataques terroristas em Joanesburgo no fim de semana

A embaixada norte-americana na África do Sul alertou esta quarta-feira para possíveis ataques num dos subúrbios mais ricos de Joanesburgo, no próximo fim de semana, embora não tenha determinado o método ou o alvo.

"O Governo dos EUA recebeu informações de que os terroristas podem estar a planear realizar um ataque a grandes concentrações de pessoas num local não especificado na área de Sandton, no dia 29 de outubro 2022", segundo o alerta emitido pela embaixada dos Estados Unidos da América.

A embaixada, que não forneceu mais pormenores, instou os seus trabalhadores a evitarem multidões nos próximos dias.

Contactado pela Lusa, um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros sul-africano afirmou que a Agência de Segurança Interna está a acompanhar a situação.

Joanesburgo não sofreu grandes ataques nas últimas décadas, embora o país esteja sob a ameaça do grupo terrorista Estado Islâmico, que alertou para possíveis ataques em retaliação ao envolvimento da África do Sul em operações anti-terrorismo no norte de Moçambique.

Martin Ewi, especialista em segurança africano no Conselho de Segurança da ONU, já tinha alertado para a possibilidade de o continente africano ser "o futuro do califado" pelo Estado Islâmico.

O especialista afirmou que o grupo terrorista “expandiu a sua influência além da medida” em África, com pelo menos 20 países a sentirem diretamente a atividade do grupo extremista e mais de 20 outros “a serem usados para logística e para mobilizar fundos e outros recursos”.

Últimas Notícias
Mais Vistos