Mundo

Cinco polícias norte-americanos acusados em caso de cidadão negro paralisado

Cinco polícias norte-americanos acusados em caso de cidadão negro paralisado

Travagem brusca fez com que Randy Cox fosse projetado contra a estrutura da carrinha.

Cinco agentes da polícia do estado norte-americano do Connecticut foram acusados depois de um homem negro ter ficado paralisado quando se encontrava no interior de uma carrinha da polícia.

Randy Cox, de 36 anos, estava a ser conduzido a uma esquadra em New Haven a 19 de junho onde iria ser registada uma queixa por posse de arma quando o condutor da viatura da polícia travou bruscamente, aparentemente para evitar uma colisão, o que projetou Cox contra a estrutura da carrinha, disse a polícia.

Loading...

Os cinco agentes foram detidos sob acusações de comportamento perigoso e crueldade contra pessoas.

Cada um dos polícias pagou uma caução de 25 mil dólares e deve voltar a tribunal a 8 de dezembro, de acordo com um comunicado da polícia do estado.

Os cinco agentes encontram-se suspensos de funções.

O caso provocou a ira de organizações de defesa dos direitos civis, como a NAACP (sigla em inglês) - Associação Nacional para o Progresso das Pessoas de Cor, tendo ainda suscitado comparações com o caso de Freddie Gray, em Baltimore. Gray, também um cidadão negro, morreu em 2015 depois de sofrer uma lesão na coluna enquanto estava algemado no interior de um carro da polícia.

Últimas Notícias
Mais Vistos