Mundo

Migrantes fazem viagem de 11 dias escondidos no leme de navio petroleiro

Migrantes fazem viagem de 11 dias escondidos no leme de navio petroleiro
Salvamento Maritimo

Um dos migrantes está internado no hospital em estado grave.

Três migrantes foram resgatados pelas autoridades espanholas depois de terem realizado a viagem entre a Nigéria e as Ilhas Canárias escondidos no leme do navio petroleiro Alithini II. Os três homens foram encontrados quando o barco atracou no porto de Las Palmas, esta segunda-feira.

A viagem do navio petroleiro demorou 11 dias a ir desde Lagos, na Nigéria, até Las Palmas, nas Canárias, segundo o site de tráfico de navios Marine Traffic. Só ao chegar ao porto de destino é que os migrantes foram encontrados.

Os três migrantes deverão ser reencaminhados para a Nigéria, uma vez que, segundo a lei espanhola, os passageiros clandestinos que não solicitem oficialmente asilo ao país devem ser devolvidos ao país de origem da viagem, avança um porta-voz da polícia, citado pelo Globo.

Não é a primeira vez que são encontrados migrantes no leme dos navios. Em outubro de 2020, quatro pessoas esconderam-se durante 10 dias nesta zona do navio petroleiro para atravessar o oceano. As autoridades acabaram por encontrar os migrantes quando a embarcação chegou a Las Palmas.

BORJA SUAREZ

Desde 2019 que o número de migrantes a chegar às Ilhas Canárias tem aumentado drasticamente. Comparando com o ano de 2021, nos primeiros cinco meses de 2022 foi registado um aumento de 51% no número de migrantes a chegar ao arquipélago por mar.

Últimas Notícias