Mundo

A história "assustadora e emocionante" de um homem salvo duas vezes no mesmo voo

A história "assustadora e emocionante" de um homem salvo duas vezes no mesmo voo
Canva

Um homem de 43 anos sofreu duas paragens cardiorrespiratórias durante um voo de 10 horas.

Um médico de Birmingham, Inglaterra, salvou a vida de um passageiro que quase morreu duas vezes durante um voo de 10 horas, conta a BBC.

O hepatologista Vishwaraj Vemala, de 48 anos, estava a bordo do Air India 128, com destino a Mumbai. Tencionava levar a mãe à cidade natal de Bangalore. A mais de 12.100 metros de altitude, um membro da tripulação de cabine começou a chamar freneticamente por um médico.

Um homem de 43 anos, sem antecedentes médicos, desmaiou no corredor do avião após sofrer uma paragem cardiorrespiratória.

Vemala, médico no Centro Hospitalar Universitário de Birmingham, acudiu o passageiro, que não tinha pulso nem estava a respirar. O médico tentou reanimá-lo durante uma hora. Após várias insistências, perguntou aos tripulantes de bordo se tinham medicamentos.

Felizmente, o avião estava preparado com um kit de emergência, que incluía material de reanimação, para permitir o suporte de vida.

"Além de oxigénio e um desfibrilhador externo automático, não havia outro equipamento a bordo para monitorizá-lo", explicou o médico.

Após questionar os passageiros a bordo, o médico conseguiu um monitor de frequência cardíaca, uma máquina de pressão arterial, um oxímetro de pulso e ainda um medidor de glicose para ficar atento aos sinais vitais do paciente.

Reanimado, o homem conseguiu falar com o médico, mas não por muito tempo, isto porque, pouco depois, teve outra paragem cardiorrespiratória. Desta vez, o médico Vishwaraj Vemala, juntamente com a tripulação, tentou mantê-lo vivo durante um total de cinco horas, até ao fim da viagem.

Preocupados com o paciente, médico e piloto tentaram obter permissão para aterrar no aeroporto mais próximo, no Paquistão, visto que se tratava de uma emergência. Todavia, os pedidos foram negados.

"Foi extremamente assustador para todos, especialmente para os outros passageiros. E foi bastante emocionante", conta o médico.

O objetivo agora seria estabilizar o paciente até aterrarem no aeroporto de Mumbai e foi isso que aconteceu. Já no solo, as equipas de emergência receberam o homem.

"O paciente agradeceu-me com lágrimas nos olhos. Ele disse que estava eternamente grato por lhe ter salvado a vida".

O médico revelou ainda que nunca tratou um caso de paragem cardiorrespiratória no seu trabalho.

Últimas Notícias