Mundo

Primeiro dia como assistente de bordo, comete erro de 57.000 euros

Primeiro dia como assistente de bordo, comete erro de 57.000 euros
Frank Augstein

O incidente, que ocorreu a momentos da descolagem, acionou os serviços de emergência do aeroporto de Heathrow, em Londres.

É importante criar uma boa primeira impressão no primeiro dia de trabalho, mas não foi isso que aconteceu a um assistente de bordo da British Airways. O dia 13 de janeiro tornou-se memorável para o novato e para a maior companhia aérea do Reino Unido, que terá de desembolsar 50.000 libras (mais de 57.100 euros), informa o jornal The Sun.

O membro da tripulação de cabine da British Airways, cuja identidade não foi divulgada, abriu acidentalmente uma porta de emergência da aeronave, o que fez disparar o escorrega insuflável.

O incidente, que ocorreu a momentos da descolagem, acionou os serviços de emergência do aeroporto de Heathrow, em Londres, que cercaram rapidamente o voo BA75, com destino a Lagos, na Nigéria.

O analista de dados de aviação M Zulqarnain B partilhou fotos do escorrega de emergência no Twitter, com um carro de bombeiros e um veículo da polícia visíveis na pista.

Os passageiros, a bordo de um Boeing 777, foram informados de que o voo sofreria um atraso de quatro horas.

O erro terá custado à British Airways 50.000 libras (mais de 57.100 euros), dado que o escorrega de emergência teve de ser substituído, para além de o avião já ter perdido o "slot" de descolagem. Além disso, os passageiros tiveram de embarcar noutra aeronave para seguirem viagem.

A companhia aérea disse que ofereceu aos passageiros vouchers de alimentação durante a espera e pediu desculpas pelo incidente.

O assistente de bordo foi "suspenso" de todas as funções por chefes da British Airways e ordenado a voltar ao treino.

Últimas Notícias
Mais Vistos