Opinião

"É muito improvável que o primeiro-ministro não soubesse" do encobrimento de Tancos

"É muito improvável que o primeiro-ministro não soubesse" do encobrimento de Tancos

Ex-ministro da Defesa sabia desde o início do plano para recuperar armas de Tancos.

O Ministério Público não tem dúvidas de que o ex-ministro da Defesa, Azeredo Lopes, teve conhecimento do plano da Polícia Judiciaria Militar para recuperar as armas de Tancos.

No despacho de indiciação a que a SIC teve acesso, vem descrita a reunião de 4 de agosto de 2017, data em que o antigo diretor da PJ Militar terá revelado o estratagema que iria usar para retirar a investigação à PJ.

João Oliveira, do PCP, defendeu esta sexta-feira na SIC Notícias que as responsabilidades do ministro da Defesa têm de ser apuradas.

Já Paulo Mota Pinto, do PSD, questiona se o primeiro-ministro também sabia do plano.