Opinião

"Juiz destruiu a Operação Marquês para criar a Operação Ivo Rosa" 

A análise de Ricardo Costa à Operação Marquês.

Ricardo Costa esteve esta segunda-feira no Jornal das 7, da SIC Notícias, onde falou sobre a reação de Rui Rio à Operação Marquês, os megaprocessos dos últimos anos e o princípio da eficácia.

Rui Rio disse esta segunda-feira, na reação à decisão instrutória da Operação Marquês, que a justiça não está a funcionar em Portugal.

Ricardo Costa considera que o líder do PSD tem "moral" para fazer este discurso porque sempre "bateu na tecla" da reforma da justiça. "A verdade é que sempre colocou como uma das principais questões do atraso do país e, portanto, tem toda a moral para o dizer."

Sobre os atores judiciais, envolvidos na Operação Marquês, defende que não estiveram bem. "Ninguém esteve bem."

No Jornal das 7, da SIC Notícias, diz que Ivo Rosa "extravasou aquilo que é uma fase de instrução". Ricardo Costa fala numa "adjetivação completamente desnecessária" e "interpretações muito discutíveis". "Destruiu a Operação Marquês para criar a Operação Ivo Rosa."

Ainda assim, reconhece que o que saiu da decisão instrutória foi "um primeiro-ministro corrupto com uma ida a tribunal por branqueamento de capitais", ou seja, um caso com "uma enorme probabilidade de condenação."

"Eu percebo que uma grande maioria das pessoas em Portugal diz que quer ver José Sócrates sentado num banco dos réus por corrupção. Mas se lhes disserem se preferem ver isso num processo que pode transitar em julgado em 2035 ou vê-lo num julgamento, com alta probabilidade de sucesso de condenação a prisão efetiva, daqui por um ano com uma moldura penal de 12 anos. Aí, as pessoas, provavelmente, vão vacilar."

Ricardo Costa fala no processo Sarkozy, em França, que foi simplificado para avançar.

  • 2:19