Análise

"Uma boa parte da conferência de imprensa foi direcionada ao juiz Carlos Alexandre"

Ricardo Costa analisa declarações do juiz Ivo Rosa no âmbito do processo Operação Marquês.

O juiz Ivo Rosa anunciou esta sexta-feira que ainda não tem data para a decisão instrutória da Operação Marquês, processo que envolve 28 arguidos - entre os quais José Sócrates e Ricardo Salgado. O juiz titular do processo justificou a ausência de data devido à especial complexidade do processo.

Ricardo Costa disse na Edição da Tarde que "uma boa parte desta conferência de imprensa foi direcionada ao juiz Carlos Alexandre" e considerou que uma conferência de imprensa destas é "profundamente incomum" e rara.

"Acho que quer dizer mais do que as questões das datas", reforçou Ricardo Costa.

O debate instrutório, com as alegações das defesas dos arguidos que não pediram a abertura de instrução, terminou esta sexta-feira. Entre esses arguidos está o ex-presidente do Grupo Espírito Santo, Ricardo Salgado.

A Operação Marquês conta com 28 arguidos.

Sócrates acusado de três crimes de corrupção

José Sócrates está acusado de três crimes de corrupção passiva de titular de cargo político, 16 de branqueamento de capitais, nove de falsificação de documentos e três de fraude fiscal qualificada.

No seu depoimento na fase de instrução, José Sócrates reiterou que a acusação é "monstruosa, injusta e completamente absurda".

Veja também: