Análise

Festa do Avante. Marques Mendes diz que PCP vai sair prejudicado 

"O PCP vai pagar um preço" 

Luís Marques Mendes disse este domingo, no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite, que o PCP vai sair prejudicado da realização da Festa do Avante.

O comentador da SIC afirmou ainda que está criada uma ideia de troca de favores entre PCP e Governo.

DGS já enviou parecer técnico mas não divulga conteúdo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) garante que enviou este domingo o seu parecer técnico aos organizadores da Festa do Avante!.

A DGS destaca também que "(...) este é um evento com múltiplos espaços e a que se aplicam regras de áreas de restauração, eventos culturais e circulação de pessoas. Na realização de eventos é necessário que estejam assegurados todos os aspetos que permitam salvaguardar não só a saúde dos participantes, mas também da comunidade, como um todo, uma vez que, epidemiologicamente, cada evento comporta riscos."

No mesmo texto, a DGS adianta que "não divulgará o conteúdo deste parecer, à semelhança de todos os pareceres técnicos entregues até ao momento, cabendo à entidade organizadora fazê-lo, se assim o entender".

AS CRÍTICAS DE MARCELO À "INDEFINIÇÃO DE REGRAS" PARA O AVANTE

Uma informação divulgada horas depois das críticas do Presidente da República à "indefinição de regras" da DGS para o evento.

"Não há conhecimento atempado, não há clareza", afirmou o Presidente, considerando que tal cenário "não é bom para ninguém".

"Isto não é bom. Não é bom para o Estado. No fundo a DGS significa Estado. É uma Direção-Geral enquadrada no Estado.(...) Não é bom em geral para a credibilidade que é fundamental neste momento. Estamos no meio de uma pandemia. (...) Impunha-se que se soubessem as regras do jogo com clareza e que que se pudesse comparar com outras situações. E isso não é possível. E isso preocupa-me", concluiu Marcelo.