Análise

“Costa sai daqui bem: ganhou o candidato que apoiou e as esquerdas saem fragilizadas”

A análise de Bernardo Ferrão, jornalista SIC, à noite eleitoral.

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito à primeira volta, com 60,7% dos votos, tendo a disputa pelo segundo lugar sido discutida entre Ana Gomes e André Ventura. A candidata conseguiu 13,0% dos votos, seguida por André Ventura, com 11,9%. A esquerda saiu em queda, com Marisa Matias a obter 4% dos votos e João Ferreira. 4,3%.

Para Bernardo Ferrão, é de assinalar o resultado de Marcelo Rebelo de Sousa, que “apanhou votos de todos os lados partidários”, incluindo de eleitores que tentaram travar a subida de Ventura, papel que o jornalista apontava que fosse fortalecer a candidatura de Ana Gomes, mas que isso “não aconteceu, fortalecendo antes a candidatura de Marcelo”.

Considera ainda que os resultados da noite eleitoral favorecem o primeiro-ministro, António Costa, que “ganha” porque apoio o candidato que teve melhor resultado, porque as esquerdas saem fragilizadas e “vão tender a não querer provocar nenhuma crise política” e ainda porque “ficam assustadas com a direita radical de Ventura”.

Bernardo Ferrão concluiu acrescentando que, sobretudo, Costa ganha por ter como principal opositor Rui Rio e o PSD, partido que afirma ter um “grave problema para o futuro”, ficando refém de um partido extremista.

AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS AO MINUTO