Análise

“Eu sei que esta palavra incomoda muito a administração da Altice, por isso vou usar o dicionário”

A análise de José Gomes Ferreira ao programa de rescisões da Altice.

O presidente executivo da Altice Portugal anunciou o arranque, esta quinta-feira, da segunda fase do programa de rescisões voluntárias com prioridade para quem tem idade igual ou superior a 55 anos, podendo abranger até cerca de dois mil funcionários.

José Gomes Ferreira considera “curioso” chamar-se Programa Pessoa a um plano de despedimentos, reconhecendo que esta “é uma palavra que incomoda muito a administração da Altice”.

Sobre a atitude da empresa de justificar a saída de trabalhadores com a “postura de ataque permanente e de grande hostilidade” da Anacom e da Autoridade da Concorrência, como afirmou o administrador João Zúquete Silva, José Gomes Ferreira considera que é “estratégia”.

“A Altice está num processo de concursos à rede 5G e os operadores existentes não querem deixar entrar mais concorrentes. (…) Têm andando a fazer uma campanha enorme para que a Anacom seja pressionada a não deixar entrar mais operadores, mas felizmente a Anacom está a deixar”, explicou.

José Gomes Ferreira considera que juntar a necessidade da saída de trabalhadores à hostilidade da Anacom é “mais uma faceta desta campanha, é estratégia”, conclui.