País

Jovem português desaparecido em Londres está num hospital psiquiátrico

O estudante português dado como desaparecido em Londres foi localizado hoje num hospital psiquiátrico nos arredores da capital britânica. Foi internado depois de se ter envolvido numa cena de violência no aeroporto.

Última atualização às 17:13

Volodymyr Lavriv, 25 anos, nascido na Ucrânia mas com nacionalidade portuguesa, estava no hospital em Essex, sem identificação, apurou a SIC. O padrasto já se deslocou ao hospital psiquiátrico e confirmou a identidade.

O estudante da Faculdade de Medicina de Lisboa estava desaparecido desde 4 de outubro, quando falou com a mãe pela última vez.

Foi precisamente nesse mesmo dia que Volodymyr deu entrada no hospital psiquiátrico, levado pela polícia britânica.

À chegada ao aeroporto de Luton, o jovem ter-se-á envolvido numa cena de agressões bastante violenta, o que levou à sua detenção e ao internamento.

Volodymyr terá que ser presente a um juiz em breve.

A polícia de Londres estava a investigar o caso de desaparecimento depois de um alerta da Interpol, feito através de um pedido das autoridades portuguesas. O consulado, que recebeu os familiares do jovem, também havia iniciado uma série de diligências a prisões e hospitais de Londres e região à procura do jovem.

  • Confrontos violentos na origem do internamento do jovem desaparecido em Londres
    1:50

    País

    O jovem português dado como desaparecido em Londres foi localizado num hospital psiquiátrico nos arredores de Londres. Volodymyr Lavrivc ter-se-á envolvido em confrontos violentos, o que terá levado à sua detenção e posterior internamento. Os familiares do jovem já se encontram na capital britânica. O hospital não presta para já qualquer tipo de esclarecimento sobre Volodymyr. O relato é do correspondente da SIC em Londres Emanuel Nunes.

  • Jovem português desaparecido em Londres há duas semanas
    3:22

    País

    Um estudante português da Faculdade de Medicina está desaparecido em Londres, Inglaterra. A família de Volomymyr não sabe do jovem há duas semanas e já apresentou queixa às autoridades. O motivo da viagem não é conhecido pelos familiares e admitem que o jovem de 25 anos pode sofrer de depressão.