País

Guarda do "bebé milagre" entregue ao pai

A guarda de Lourenço, o "bebé milagre" que nasceu da mãe que esteve em morte cerebral durante quatro meses da gestação, foi entregue ao pai. Os avós maternos e o progenitor chegaram a acordo na segunda-feira depois de terem disputado a custódia da criança desde o momento em que nasceu, em junho passado.

Os avós poderão visitar o bebé, agora com quatro meses, duas vezes por mês, desde que avisem previamente. Têm ainda direito a ficar a quatro horas com a criança durante um fim de semana por mês.

O acordo foi conseguido esta segunda-feira no Tribunal de Família e Menores de Vila Franca de Xira e as condições de visitas serão revistas daqui a um ano.