País

Viagens pagas sob investigação

Jason Reed

O Ministério Público está a investigar as viagens pagas por empresas a políticos e a altos funcionários do Estado. São três os casos sob a mira da Procuradoria-Geral da Republica, em diferentes fases de investigação.

Última atualização às 14:30

No mais recente, o da Oracle, que envolve funcionários de diferentes ministérios, a Procuradoria indica numa nota que ainda está a "recolher elementos".

O Observador noticiou que cinco funcionários do Estado viajaram para São Francisco, Nos Estados Unidos, com estada na cidade entre 28 de setembro e 2 de outubro de 2014.

No caso da Nos e da Huawei, o Ministério Público já enviou para o Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, "com a vista a investigação", os elementos sobre as viagens à China oferecidas a uma comitiva que incluía cinco altos quadros do Ministério da Saúde.

O caso levou o Ministério da Saúde a pedir a intervenção da Inspeção-Geral das Atividades em Saúde para averiguar os factos relacionados e Autoridade Tributária abriu também um inquérito interno para apurar as circunstâncias que envolveram um funcionário daquele organismo.

Quanto ao outro caso que envolve a Huwaei, depois de notícias surgidas no final de julho que revelaram que deputados e responsáveis do poder local tinham viajado para a China, já está em fase de "investigação, não tem arguidos constituídos e está em segredo de justiça".

Com Lusa

  • Oracle terá pago viagens a cinco funcionários do Estado
    1:41

    País

    Depois da Galp e da Huawei, agora é a Oracle a estar associada a viagens de gestores públicos ao estrangeiro. Cinco altos funcionários do Estado terão viajado para São Francisco, nos Estados Unidos, há três anos, com tudo pago pela empresa ou por parceiros. Três deles continuam nos cargos no Estado. 

  • Ida de altos quadros do Estado à China foi paga pela Nos
    2:06

    País

    A viagem de altos quadros do Estado à China foi paga pela Nos, parceira da Huawei. A empresa de telecomunicações confirmou o pagamento dos bilhetes de avião e diz que a visita apenas teve como objetivo, a partilha de conhecimento em matéria de saúde. Os responsáveis do Ministério da Saúde envolvidos no caso já puseram o lugar à disposição.

  • Mais viagens pagas pela Oracle e a Nos

    Economia

    Depois da Galp e da Huawei, agora é a vez da Nos e da Oracle serem associadas a viagens pagas a altos responsáveis do Estado português. A empresa de tecnologia e informática terá patrocinado as deslocações a São Francisco, nos EUA, a cinco altos funcionários do Estado - dois ainda estarão em funções - em setembro e outubro de 2014. Já a operadora de comunicações Nos confirma o pagamento das viagens à China, em junho de 2015, a cinco colaboradores e nove convidados externos e anunciou a abertura de um inquérito.

  • Os tsunamis que arrasaram a Ásia em 2004 e 2011
    25:20