País

Governo admite alargar apoios para captação de água a todo o país

(Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuter

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, admitiu esta quinta-feira alargar os apoios para captação e fornecimento de água a animais a todo o território.

Segundo o ministro, as medidas de apoio têm vindo a ser alargadas "em função da informação" que é recebida sobre a seca. "Logo que se verifique que há explorações sem acesso de água para o gado, a medida será imediatamente alargada, no limite a todo o território", frisou.

Capoulas Santos considerou o setor do leite como estratégico para o país e disse tratar-se de uma fileira que "o Governo sempre acarinhou e continuará a acarinhar".

O ministro respondia assim ao presidente da Agros - União das Cooperativas dos Produtores de Leite, que manifestou esta quinta-feira, na abertura da AgroSemana - Feira Agrícola do Norte, preocupação com a seca no país e apelou ao alargamento dos apoios às regiões do Douro, Minho e Trás-os-Montes.

"Os prejuízos estão ainda por apurar e neste momento já tem impacto nas produções agropecuárias", disse José Capela.

O responsável sublinhou que uma vaca, "em dias quentes, bebe até 100 litros de água".

A feira agrícola, que decorre até domingo, conta ainda esta quinta-feira com a visita do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Lusa

  • Os tsunamis que arrasaram a Ásia em 2004 e 2011
    25:20