País

Paulo Portas ilibado no caso da obra ganha pela Mota-Engil

Paulo Portas foi ilibado no caso do concurso para a construção de uma escola da NATO em Oeiras, ganho pela Mota-Engil.

O recurso tinha sido interposto pela Tecnorém que, depois de ficar em primeiro lugar no concurso, acabou excluída por não ter habilitações legais para executar a obra.

Foi então que a empresa avançou para tribunal, onde alegava um favorecimento por parte do Ministério da Defesa, através da intervenção de Paulo Portas, à Mota-Engil, empresa onde o antigo líder do CDS-PP é consultor.

Sabe-se agora que o Tribunal de Leiria rejeitou a fundamentação da Tecnorém e considerou legal a exclusão da empresa.