País

Dedo apontado à mensagem de Natal do primeiro-ministro

Dedo apontado à mensagem de Natal do primeiro-ministro

A oposição acusa António Costa de não ter ambição e de chegar tarde à resolução dos problemas do País. A esquerda avisa que há ainda muito por fazer no próximo ano. São as reações à tradicional mensagem de Natal do primeiro-ministro, em que António Costa elegeu o emprego como prioridade para 2018 e reafirmou o compromisso de fazer tudo o que for humanamente possível para que a tragédia dos incêndios não se repita.

  • Reino Unido ameaça Irão com "graves consequências"
    1:59
  • Corrupção no topo das preocupações dos portugueses
    1:34
  • Cepas da Serra
    10:16
  • "À descoberta com..." Inês Castel-Branco na Tailândia 
    3:14