País

Costa dá voto de confiança às autoridades moçambicanas sobre rapto de português

Costa dá voto de confiança às autoridades moçambicanas sobre rapto de português

O primeiro-ministro português, António Costa, deu esta quinta-feira um voto de confiança às autoridades moçambicanas depois de terem anunciado a reabertura da investigação ao desaparecimento do empresário português Américo Sebastião.

"Como esta semana foi noticiado, as autoridades moçambicanas reabriram o processo, de acordo com as diligências solicitadas pelo advogado da família. É um caso que está entregue às autoridades judiciais", referiu Costa, questionado pelos jornalistas à margem de um encontro com empresários, em Maputo.

António Costa encontra-se em visita oficial a Moçambique durante dois dias.

O primeiro-ministro considerou que o facto de o desaparecimento já ter acontecido há dois anos, "naturalmente preocupa a todas as pessoas, do ponto de vista humano".

O advogado Vicente Manjate disse na passada segunda-feira que a instrução do processo, instaurado contra desconhecidos, foi reaberta após "a Procuradoria ter deferido a reclamação" da família de Américo Sebastião, para revogação do despacho de arquivamento de 23 de fevereiro último.

"A reclamação foi deferida, pois a defesa demonstrou que algumas diligências teriam sido, inexplicavelmente, preteridas e outras negligenciadas e abandonadas a meio", afirmou Manjate.

Américo Sebastião foi raptado numa estação de abastecimento de combustíveis, em 29 de julho de 2016, em Nhamapadza, distrito de Maringué, província de Sofala, no centro do Moçambique.

Com Lusa

  • "Laços profundos" unem Portugal e Moçambique
    2:07

    País

    António Costa chegou esta quinta-feira a Moçambique para uma visita oficial de dois dias. O primeiro-ministro foi recebido pelo Presidente da República moçambicano, em Maputo, onde destacou a relação "única" que une os dois países.

  • Sem rasto em Moçambique
    35:57

    Grande Reportagem SIC

    A investigação moçambicana ao desaparecimento do empresário português Américo Sebastião ainda não teve qualquer resultado. As autoridades de Maputo não deram qualquer resposta às ofertas de cooperação nas investigações feitas pelo Governo português nem a pedidos de esclarecimento. O engenheiro agrónomo foi raptado a 29 de julho de 2016.

  • Mulher de português raptado em Moçambique faz apelo ao Governo
    0:24

    País

    Salomé Sebastião, a mulher do empresário português raptado em julho de 2016, em Moçambique, foi esta quarta-feira ouvida na Comissão Parlamentar de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas, no âmbito da petição entregue na Assembleia da República. A petição, subscrita por mais de quatro mil pessoas, pede aos deputados portugueses que pressionem as autoridades moçambicanas a investigar o paradeiro do português Américo Sebastião.

  • "Jorge Jesus não vai continuar no Flamengo"
    2:38