País

Quatro arguidos por suspeitas de corrupção num processo da Parque Escolar

Arquivo/Lusa

Há já quatro arguidos num dos processos que investiga a Parque Escolar, três pessoas singulares e uma coletiva. A Polícia Judiciária fez buscas a casas e empresas de responsável pelas obras de modenização das escolas.

O Ministério Público tem suspeitas de crimes de corrupção e participação económica em negócio. Para além deste inquérito, existe ainda um outro que investiga também os contratos da Parque Escolar.

A Parque Escolar é uma empresa pública criada em 2006 pelo governo de José Sócrates para remodelar mais de 300 estabelecimentos de ensino.