País

PJ Militar detém comando suspeito de matar colega

A Polícia Judiciária Militar (PJM) deteve esta quarta-feira um homem pela presumível autoria de um crime de homicídio ocorrido no Regimento de Comandos, em setembro, anunciou aquela polícia, em comunicado. O suspeito está no DIAP de Sintra e será transferido para o Presídio Militar de Tomar.

A detenção relaciona-se com a morte de um militar no Regimento de Comandos no dia 21 de setembro, vítima de um disparo por arma de fogo. Inicialmente tinha sido comunicado à família que se tratava de um suicídio.

O detido vai ser presente a interrogatório judicial na quinta-feira para aplicação das medidas de coação, adiantou a PJM, que fez a detenção com mandado do Ministério Público de Sintra.

De acordo com o oficial de relações públicas da PJM, o militar foi detido no Regimento de Comandos, no quartel da Carregueira, em Sintra.

O "presumível homicídio" ocorreu no dia 21 de setembro, naquele regimento, às 19:42, anunciou no mesmo dia o Exército, que chamou ao local a PJM e a PSP.

Na altura, o Exército escusou-se a adiantar as circunstâncias em que ocorreu a morte do militar, de 23 anos, natural da Madeira, referindo apenas que morreu na sequência de um ferimento causado pelo disparo de uma arma de fogo.

Com Lusa

  • “A espera” de uma mãe e uma luta que dura há 10 anos
    22:00