País

Funcionários judiciais admitem suspender a greve

Funcionários judiciais admitem suspender a greve

Os funcionários judiciais admitem suspender as greves agendadas até ao início de 2019, caso o Ministério da Justiça cumpra a promessa de retomar a revisão do estatuto profissional. A próxima reunião entre sindicatos e tutela está agendada para 11 de dezembro. Até lá, mantém-se o protesto. Esta sexta-feira, paralisou quase todos os tribunais da zona Oeste de Lisboa e do Algarve.