País

A última "chuva de estrelas" do ano pode ser vista em Portugal

Daniel Aguilar

A NASA fez uma lista das coisas a fazer para ver melhor esta chuva de estrelas.

A última "chuva de estrelas" do ano começou no dia 4 de dezembro e vai durar até à próxima segunda-feira, dia 17. O fenómeno pode ser visto a olho nu por todo o mundo, inclusive Portugal, mas ficará mais visível no dia 14.

Embora se chame "chuva de estrelas", esta é na verdade uma chuva de meteoros que entram em combustão assim que invadem a atmosfera terrestre. Segundo a BBC, o fenómeno é conhecido como Geminídeas e é uma das principais chuvas de meteoros do ano.

A NASA considera o fenómeno como um dos mais impressionantes vistos da Terra. No entanto, a agência espacial norte-americana explica que nem sempre houve esta chuva de meteoros.

"As Geminídeas começaram a aparecer por volta dos século XIX. Mas as primeiras chuvas não eram tão significativas, com apenas 10 a 20 meteoros visíveis por hora", citou a emissora britânica. Desde então, a chuva de meteoros ganhou proporção e tornou-se numa das mais importantes do ano.

Durante o pico - que este ano acontece a 14 de dezembro - podem ser observados 120 meteoros por hora "em condições perfeitas de visibilidade", segundo a NASA.

A NASA fez uma lista das coisas a fazer para ver melhor este fenómeno:

  • Escolher lugares mais afastados das cidades;
  • Esperar que a Lua se ponha - a luz pode ofuscar os meteoros;
  • Encontrar o lugar mais escuro possível;
  • Esperar 30 minutos até os olhos se adaptarem à escuridão;
  • Evitar olhar para o telemóvel - prejudica a visão noturna.