País

Ministros da UE debatem hoje stocks de pesca para 2019

© Reuters

Para Portugal, a Comissão Europeia propõe, nomeadamente, um corte de 14% nas capturas de pescada e noutra espécie comercialmente relevante, o tamboril, uma subida de 2%, face a este ano.

Os ministros das Pescas da União Europeia (UE) debatem hoje as possibilidades de pesca para 2019, numa negociação tradicionalmente longa até se conseguir um acordo entre o que propõe Bruxelas e o que querem os Estados-membros, incluindo Portugal.

As quotas nacionais para 2019 vão incluir o pescado capturado acessoriamente, que deixa de ser possível devolver ao mar e tem que ser obrigatoriamente desembarcado.

A proposta da Comissão Europeia, além de se basear em pareceres científicos, tem em vista o objetivo de atingir, em 2020, uma gestão de todas as unidades populacionais ao nível do Rendimento Máximo Sustentável.

Lusa

  • Quem são os Hells Angels?
    2:52
  • O preconceito e os receios em torno das doenças mentais
    30:52
  • O caos nos registos
    18:55