País

Altice nega ter demorado duas horas no apoio à queda do helicóptero

OCTÁVIO PASSOS

Em causa estava o fornecimento das coordenadas dos telemóveis da tripulação.

A Altice garante que não demorou duas horas a fornecer a georreferenciação (dar as coordenadas) dos telemóveis da tripulação do helicóptero do INEM, que caiu no sábado, em Valongo, e fez quatro mortos.

O comando nacional da Proteção Civil é que só partilhou esses dados com o comandante distrital e o coordenador das buscas aéreas cerca de duas horas depois do pedido à operadora.

À SIC, a Altice esclareceu que forneceu a geolocalização certa "pouco depois" de ter recebido da Polícia Judiciária o número de telemóvel correto do piloto.

A operadora pediu a intervenção da PJ que, sublinha, ainda terá demorado "algum tempo" a perceber qual o número certo.

De acordo com o relatório, o primeiro número de contacto fornecido localizava o piloto no Hospital São Francisco Xavier.

  • Quando a doença mental não deixa ter uma atividade profissional
    0:51