País

Helicóptero do INEM sofreu acidente sem probabilidade de sobrevivência

Às 18h40, o helicóptero colide com uma torre de transmissão rádio, com 66 metros de altura, localizada na serra de Santa Justa, em Valongo.

O Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves considera que não havia possibilidade de sobrevivência dos tripulantes do helicóptero do INEM que caiu no sábado em Valongo.

Segundo a investigação em curso, o aparelho colidiu com uma torre de transmissão rádio e a violência do impacto não deixou espaço de sobrevivência para os ocupantes.

Depois de descolar, o helicóptero seguiu uma rota praticamente direta entre Massarelos e Baltar, subindo até aos 1300 pés e atingindo 130 nós de velocidade cruzeiro.

Às 18:40, o helicóptero colide com uma torre de transmissão rádio, com 66 metros de altura, localizada na serra de Santa Justa, em Valongo.

Na segunda-feira, a avaliação preliminar dos destroços feita pelo Gabinete já apontava para que a queda do helicóptero tivesse acontecido na sequência da colisão com uma antena emissora existente na zona.


  • Um telemóvel com uma câmara diferente
    4:41