País

Trânsito já circula num sentido no nó das Infias, em Braga

Mais de meia centena de coletes amarelos chegaram a dar pontapés e a atirar garrafas às viaturas que tentaram furar o bloqueio

A estrada estava cortada ao trânsito devido aos protestos dos coletes amarelos.

O trânsito foi reposto num sentido no nó das Infias, em Braga, depois de a PSP ter forçado os manifestantes a sair da estrada naquele nó, estando os "coletes amarelos" a dirigir-se agora para a cidade.

O trânsito já circula em direção a Braga, mas continua cortada a saída da cidade pelo mesmo nó, constatou a agência Lusa no local.

A saída dos manifestantes foi pacífica e não requereu o uso da força por parte da polícia. Os "coletes amarelos" gritaram palavras de ordem e cantaram o hino nacional.

Desde as 06:00 que a entrada norte de Braga, no Nó das Infias, estava cortada ao trânsito, primeiro pelos "coletes amarelos" (cerca de 60) e depois pela própria PSP, que desviou o trânsito antes daquela artéria.

Cerca das 10:00, a PSP ordenou que fossem retirados os carros e camiões que estavam a bloquear o acesso à cidade.

A desmobilização começou de forma pacífica, mas quando chegou a altura de retirar o último camião bloqueado, que não pertencia ao grupo de manifestantes, os ânimos exaltaram-se com uma discussão.

Os agentes das PSP presentes no local falaram com os "coletes amarelos" e no final o camião acabou por fazer marcha-atrás com a ajuda da polícia.

Na página oficial da PSP foi comunicado que o bloqueio em Braga era o único autorizado pelas "entidades competentes", mas fonte do município disse à Lusa que a autarquia "não autorizou nenhum bloqueio de estrada, tendo sido apenas informada do protesto".

Os protestos dos "coletes amarelos" em Portugal foram convocados por vários grupos através das redes sociais, com inspiração nos movimentos contestatários das últimas semanas em França.

Um dos grupos, Movimento Coletes Amarelos Portugal, num manifesto divulgado na quarta-feira, propõe uma redução de impostos na eletricidade, com incidência nas taxas de audiovisual e emissão de dióxido de carbono, uma diminuição do IVA e do IRC para as micro e pequenas empresas, bem como o fim do imposto sobre produtos petrolíferos e redução para metade do IVA sobre combustíveis.

LUSA

  • “Vamos a Jogo” acompanhou Luís Filipe Vieira no dia da reconquista
    15:21
  • Visíveis - Ruca
    31:30