País

Portuguesa agredida na Polónia queixa-se de motivações racistas

A jovem de 25 anos conta que o episódio de violência foi ignorado por quem estava no local.

Uma estudante portuguesa foi espancada numa discoteca na região de Silésia, na Polónia. A jovem de origem guineense queixa-se de motivações racistas.

As agressões terão sido desencadeadas pelo próprio segurança da discoteca.

Os quatro amigos da jovem acabaram por intervir e também foram agredidos. Uma amiga, de nacionalidade espanhola, teve mesmo de ser hospitalizada.

A jovem de 25 anos conta que o episódio de violência foi ignorado por quem estava no bar. Linda Pereira diz que esta não é a primeira vez que é alvo de comportamentos racistas na Polónia.

  • Um telemóvel com uma câmara diferente
    4:41