País

Marcelo designa João Miguel Tavares presidente das comemorações do 10 de Junho

Esta decisão foi anunciada através de uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet.

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, designou hoje o jornalista João Miguel Tavares para presidir à comissão das comemorações do 10 de Junho, Dia de Portugal, que decorrerão entre Portalegre e Cabo Verde.

Esta decisão foi anunciada através de uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet.

"João Miguel Tavares, natural de Portalegre, jornalista e colunista, é licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, tendo colaborado no Diário de Notícias e no Correio da Manhã e foi subdiretor da Time Out, colaborando atualmente com o Público, o Observador, a TSF e a TVI", lê-se na nota divulgada.

O presidente da comissão das comemorações do Dia de Portugal discursa habitualmente no dia 10 de Junho, antes do chefe de Estado.

Em 2016, ano em que tomou posse como Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa lançou um modelo inédito de comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, acertado com o primeiro-ministro, António Costa, em que as celebrações começam em território nacional e se estendem a um país estrangeiro com comunidades emigrantes.

Nesse ano, o Dia de Portugal foi celebrado entre Lisboa e Paris.

Em 2017 as comemorações foram no Porto e nas cidades brasileiras do Rio de Janeiro e São Paulo. E em 2018 dividiram-se entre Ponta Delgada, nos Açores, e as cidades de Boston, Providence e New Bedford, na Costa Leste dos Estados Unidos da América.

Em 2016, o Presidente da República designou para presidir à comissão das comemorações do 10 de Junho o professor universitário e investigador João Caraça, doutorado em Física Nuclear, que é natural de Lisboa e dirigia, na altura, a delegação da Fundação Calouste Gulbenkian em Paris.

Em 2017, o presidente da comissão organizadora do Dia de Portugal foi o médico, professor universitário e investigador Manuel Sobrinho Simões, que é natural do Porto.

Em 2018, Marcelo Rebelo de Sousa designou para essa função o escritor e filósofo açoriano Onésimo Teotónio Almeida, que é professor catedrático da Universidade de Brown, em Providence, Rhode Island.

Lusa

  • Karl Lagerfeld, o estilista que dizia às modelos para irem para conventos
    2:26
  • Interdição do Estádio da Luz em destaque no Tempo Extra
    0:33