País

Vítima mortal do acidente na A1 era mãe de jogador júnior do SC Braga

À hora do acidente o jovem atleta alinhava pela equipa do Braga frente ao Benfica.

Um jogo relativo ao campeonato nacional de juniores.

O atleta alinhou os 90 minutos da partida, mas já no tempo extra da segunda parte, a equipa técnica bracarense, liderada por Artur Jorge, soube do acidente e pediu ao árbitro que terminasse o encontro.

Após uma conversa com o treinador, o juiz da partida deu o jogo por terminado cerca de dois minutos mais cedo do que estava previsto.

Sporting Braga e Benfica unidos no "pesar"

Entretanto, Sporting de Braga e Benfica manifestaram "pesar" pelo falecimento de Sandra Pinto, mãe de David Veiga, que se dirigia para o encontro de juniores entre as duas equipas, da fase final do campeonato nacional.

"O SC Braga regista com enorme pesar o falecimento da mãe do jogador David Veiga, Sandra Pinto, vítima de um acidente rodoviário quando se dirigia para o encontro que os juniores disputaram na tarde deste sábado contra o SL Benfica".

Os bracarenses, que apelam ao respeito pela privacidade do jovem, falam em "terrível hora de dor e consternação" e prometem todo o apoio ao futebolista, que tem o pai, que seguia na mesma viatura, em "situação crítica".

O Benfica manifestou "o seu mais profundo pesar e toda a sua solidariedade ao Sporting Clube de Braga, a toda a estrutura da sua equipa de juniores e em particular ao seu jovem jogador pelo muito triste falecimento da sua mãe", partilhando o "luto e dor" do momento.

Granizo pode ter estado na origem do acidente

O acidente, entre dois veículos ligeiros e uma carrinha de mercadorias, aconteceu na A1 em Condeixa-a-Nova e provocou cinco feridos, entre eles o pai do jogador, que se encontra em estado grave - na outra viatura, os progenitores de outro atleta bracarense saíram ilesos.

Com Lusa