País

TVI dispensa “com efeitos imediatos” o advogado Pedro Proença 

Em causa o pedido de afastamento de uma juíza por ser mulher, tornado público pela SIC.

A notícia foi avançada há dois dias pela SIC. Dava conta de um requerimento em que o advogado pedia o afastamento da juíza Adelina Barradas do Tribunal da Relação de Lisboa.

Pedro Proença alegava que, "por ser mulher e, provavelmente mãe", a desembargadora não deveria analisar o recurso de um homem condenado em primeira instância por ter violado a própria filha.

O advogado Pedro Proença reagiu às acusações de tentativa de afastamento de uma magistrada, apenas pelo facto de ser mulher e mãe, na SIC Notícias.

A direção de informação e a direção de programas da TVI decidiram dispensar "com efeitos imediatos" o até agora comentador da estação.

De acordo com o comunicado da empresa, as razões que o advogado invocou no requerimento "são contrárias aos valores e princípios" da TVI.

  • Via Sacra – Episódio 2
    26:42