País

DIAP diz que magistrados recusam investigar casos de violência doméstica

DIAP diz que magistrados recusam investigar casos de violência doméstica

Stress e escrutínio público afastam magistrados.

A responsável pelo combate à violência doméstica no DIAP de Lisboa diz que são raros os magistrados que querem trabalhar em processos de violência doméstica. O stress da especialidade e o escrutínio público são os principais motivos que afastam os procuradores.

  • Via Sacra – Episódio 2
    26:42